Coleman, Naím e Robinson

A globalização do final do século XX caracterizou-se essencialmente por maior circulação de bens e pessoas. Consequentemente, no início do século XXI uma série de problemas de ordem internacional ganharam espaço na agenda política e acadêmica. Em um mundo “desorganizado” pós-Guerra Fria, diversos analistas escreveram sobre a virada do milênio e os problemas do novo século. Neste contexto e a partir de uma das regiões mais problemáticas da América do Sul (a Tríplice Fronteira), este texto objetiva analisar três visões sobre os problemas do novo século – Coleman, Naim e Robinson – publicadas no Brasil entre 2001 e 2006. Trata-se de análises distintas, mas que permitem dialogar com temas gerais e cruciais para a compreensão da Tríplice Fronteira, acusada de favorecer o nexo crime organizado-terrorismo internacional.

Ler artigo completo..