91 nacionalidades em Foz do Iguaçu

Divulgação/Internet

Quem faz uma rápida pesquisa no Google sobre Foz do Iguaçu, encontra várias notícias sobre a quantidade de etnias que habitam a cidade. Não é possível descobrir quem inventou esta contagem. Mas, ela está errada e pode ser classificada como um dos mitos históricos locais (existem outros, como por exemplo, o fato de que até Cascavel o território pertencia ao Paraguai, ou que Cidade do Leste é a terceira zona franca do mundo).

Identificar um grupo étnico, especialmente em um Brasil tão miscigenado, é uma tarefa muito subjetiva e complexa. Mesmo sem contar os estrangeiros, não é possível dizer com alguma razoabilidade quantas etnias há na Tríplice Fronteira. Pode haver centenas ou milhares, já que não há definição precisa sobre o que é um grupo étnico. O que podemos afirmar é o número de nacionalidades representadas.

Nacionalidade é um critério internacionalmente compreensível e aceitável. Quando uma pessoa muda para outro país, sua primeira obrigação é procurar as autoridades para fazer seu registro de estrangeiro. No Brasil a atribuição compete à Polícia Federal e, em Foz do Iguaçu, a Delegacia da Polícia Federal possuía 13.292 estrangeiros registrados em 2017. Isso equivale a 5% da população total da cidade.

Dentre todos os estrangeiros, os nacionais do Paraguai, do Líbano, da China e da Argentina correspondem aos maiores números, respectivamente, e somam quase 80% do total registrado. Na sequência vem os nacionais da Colômbia, Coréia do Sul, Peru, Chile, Síria, Bolívia, Portugal, Uruguai e Índia, que, juntos, correspondem a 12% do total. Assim, as pessoas de 13 nacionalidades correspondem a 92% dos estrangeiros em Foz do Iguaçu. 

Portanto, em Foz do Iguaçu há pessoas de 91 nacionalidades e não há como saber a quantas etnias este número corresponde. No caso de Foz do Iguaçu, a excepcionalidade se deve ao contexto de uma cidade de interior. Em grandes capitais do Brasil a quantidade de nacionalidades presentes superior. Em São Paulo, por exemplo, há 371.354 estrangeiros registrados de 195 nacionalidades. 

Por: Micael Alvino da Silva e Anderson Lima. Originalmente publicado na Revista 100 Fronteiras, edição de março de 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s